FANDOM


Para outros usos, veja Capitão América (desambiguação)

Steven Grant "Steve" Rogers é um veterano da Segunda Guerra Mundial, conhecido como o primeiro super-herói do mundo. Nascido no Brooklyn, na Cidade de Nova York, o jovem Rogers sofria de vários problemas de saúde e, após a entrada dos Estados Unidos da Segunda Guerra, foi rejeitado do serviço militar depois de várias tentativas de alistamento. Determinado a servir o seu país, ele acabou se oferecendo para o supersecreto projeto do supersoldado, onde o frágil Rogers foi aprimorado até o auge da perfeição humana. Rogers logo juntou-se ao esforço de guerra como mascote, recebendo a alcunha de Capitão América, e mais tarde entrou na guerra com um papel de combate depois que, sozinho, libertou vários prisioneiros de guerra aliados.

De 1943 a 1945, Rogers atacou diversas bases da HIDRA junto à sua própria equipe, o Comando Selvagem, em outra tentativa de capturar o Caveira Vermelha e recuperar o Tesseract. Suas famosas façanhas na Segunda Guerra Mundial o tornaram uma lenda viva. Durante esse tempo ele também começou um relacionamento com a agente Peggy Carter. Apesar de aparentemente perder Bucky Barnes, seu melhor amigo e companheiro de equipe, durante uma missão, Rogers continuou ajudando os aliados a vencer a guerra, mas acabou caindo no Ártico durante sua última missão. Seu grande amigo Howard Stark passou um tempo procurando seu corpo. Rogers passou 66 anos envolto no gelo em animação suspensa antes de ser finalmente encontrado pela S.H.I.E.L.D. no início do século XXI.

Quando acordou, Rogers se viu sozinho em um mundo moderno que mal reconhecia, sem saber o que fazer com sua vida. Depois que um asgardiano chamado Loki roubou o Tesseract da S.H.I.E.L.D. e declarou guerra à humanidade, o diretor Nick Fury recorreu à ajuda de Rogers para recuperar o que ele conhecia como uma arma da HIDRA, e também para frustrar os planos de Loki. Juntando-se à equipe apelidada de Vingadores, composta por alguns dos heróis mais poderosos da terra, que incluía o filho de Howard Stark, Tony, Rogers desempenhou um papel fundamental na Batalha de Nova York, impedindo com êxito a Invasão Chitauri na Terra, capturando Loki e recuperando o Tesseract, enquanto encontrava seu lugar neste novo mundo.


Biografia

Início da vida

Conhecendo James Barnes

"Mesmo quando eu não tinha nada, eu tinha o Bucky."
―Steve Rogers[fonte]

Steven Grant Rogers nasceu em 4 de julho de 2018 no Brooklyn, Nova York, filho da enfermeira Sarah e do soldado Joseph Rogers. Antes de Steve nascer, seu pai Joseph foi confirmado como morto em ação na Primeira Guerra Mundial. Quando era jovem, ele conheceu James "Bucky" Barnes, que acabaria se tornando seu melhor amigo. Como um adolescente doente, Rogers era frequentemente atacado por valentões na rua. No entanto, sua resistência, apesar da baixa estatura, inspirou Barnes a ajudá-lo e enfrentar os agressores quando necessário, o que os tornou bons amigos. Rogers também participou da temporada de 1941 da Major League Baseball.[1]

Rogers estudou na George Washington High School, no Brooklyn, de 1932 a 1936, e mais tarde na Auburndale Art School, também no Brooklyn, de 1937 a 1938.[4] Durante uma de suas viagens juntos, Rogers e Barnes acabaram sendo obrigados a pegar uma carona de volta para o Brooklyn na traseira de um caminhão refrigerado, pois Rogers tinha usado o dinheiro do trem para comprar cachorros-quentes, enquanto Barnes gastou acidentalmente três dólares para tentar ganhar um urso de pelúcia para uma garota ruiva chamada Dolores.[5] Em outro momento, quando foram a Coney Island juntos, Barnes convenceu Rogers a andar na montanha-russa, o que resultou em Rogers vomitando.[1]

Morte da mãe

"Obrigado, Buck, mas sei me virar sozinho."
"Acontece que você não precisa. Estou com você até o fim, parceiro."
―Steve Rogers e Bucky Barnes[fonte]
Hell's Kitchen CATWS

Rogers retorna do funeral de sua mãe

Em 1936, a mãe de Rogers morreu de tuberculose.[4] Ela foi enterrada ao lado de seu marido. Depois do funeral, Rogers falou com Bucky Barnes, que lhe ofereceu moradia em sua casa. Rogers recusou, dizendo que conseguia se virar por conta própria. Vendo Rogers com dificuldade para encontrar as chaves de casa, Barnes revelou uma chave secreta e disse que ele não precisava, porque estaria com ele "até o fim", algo que Rogers sempre se lembraria.[2]

Arquivo:SkinnySteve-Flashback.jpg

Um ano depois, durante a aula de arte, Barnes e Rogers descobriram que os Estados Unidos tinham entrado na Segunda Guerra Mundial. Rogers quis se juntar ao Exército dos Estados Unidos para lutar na Europa contra os nazistas, então Bucky o treinou boxe por duas semanas. Logo Bucky e Steve foram a um Centro de Recrutamento e Indução em Nova York, onde Steve foi classificado como 4F e rejeitado, embora Bucky tivesse conseguido se alistar no Exército.[6]

Segunda Guerra Mundial

Rejeitado para o serviço

Arquivo:Steve Rogers' Exam.png
"Olha, me dê uma chance."
"Seria reprovado só pelo fato de ter asma."
"O senhor pode fazer alguma coisa?"
"Estou fazendo. Salvando sua vida."
―Steve Rogers e Doutor do 4F[fonte]

Vendo a ascensão de Adolf Hitler e os horrores da Segunda Guerra Mundial, Rogers ficou determinado a se alistar nas Forças Armadas dos Estados Unidos. Enquanto em Nova York, em dezembro de 1941, Rogers tentou se alistar outra vez, usando um cartão de alistamento falso no qual dizia ter nascido em Paramus. Enquanto esperava para ser chamado, Rogers leu um jornal com outro recruta, que afirmou que ver o horror que estava acontecendo na França o fez reconsiderar o alistamento, mas Rogers insistiu que não havia mudado de ideia.

Arquivo:SkinnySteve-ArmyRejection.jpg

Apesar de tudo, porém, Rogers foi rejeitado para o serviço militar devido a todos os seus problemas físicos e de saúde, embora continuasse tentando em diferentes postos de alistamento. Ao ser perguntado sobre como seu pai e mãe tinham morrido, Rogers foi rejeitado. Ele permaneceu determinado a lutar ao lado de seus amigos e outros homens na Segunda Guerra e tentou convencer os doutores a pelo menos lhe darem uma chance, sem sucesso.

Arquivo:Steve cinema.jpg

Desapontado por ainda não poder ir para o exterior e se juntar ao esforço de guerra, Rogers foi a um cinema local para tentar desviar sua mente. Durante a exibição, Rogers assistiu uma propaganda mostrando como soldados e civis poderiam ajudar no esforço de guerra, mostrando imagens da ascensão da Alemanha Nazista e dos esforços que os Estados Unidos e outras forças aliadas estavam fazendo para parar os avanços de Hitler. Enquanto o filme mostrava soldados se alistando, Rogers considerou tudo que as pessoas poderiam fazer em casa, caso não conseguisse lutar no exterior.

Arquivo:SkinnySteve-BullyThreat.jpg

Quando um idiota dentro do cinema gritou e demostrou desprezo pela mensagem do filme, Rogers pediu que ele mostrasse algum respeito. O valentão continuou gritando e insistindo que parassem de exibir a propaganda e iniciassem o filme. Rogers foi a única pessoa a enfrentá-lo, mandando-o calar a boca, até que o valentão se levantou e revelou ser consideravelmente maior que Rogers e pronto para lutar com qualquer um que o tivesse mandado se calar.

Arquivo:Alley Beating.png

O valentão levou Rogers para fora antes de começar a espancá-lo por ter o insultado. Apesar de ser menor e incapaz de se defender, Rogers se recusava a desistir, levantando-se depois de cada soco, usando uma tampa de lata de lixo como escudo para se defender e insistindo que poderia fazer aquilo o dia todo, até ser finalmente derrubado. Rogers foi então resgatado por Barnes, que expulsou o agressor antes de ajudar Rogers a se levantar.

Arquivo:SteveBucky-DarkAlly.jpg

Olhando para seu amigo, Rogers percebeu que Barnes estava usando um uniforme e este confirmou que iria embarcar com o 107º Regimento de Infantaria rumo à Inglaterra no dia seguinte. Quando Rogers expressou sua decepção por não poder acompanhá-lo, Barnes sorriu e insistiu que precisavam celebrar sua última noite antes de ir para o combate participando da Expo Stark, o que Rogers aceitou fazer, apesar de seu mau humor, para apoiar Barnes.[1]

Despedida de Barnes

Arquivo:SteveBucky-StarkExpo.jpg
"Há homens sacrificando suas vidas. Não tenho direito de fazer menos do que eles. É isso que você não entende. Não é por mim."
"Certo. Porque você não tem nada para provar."
―Steve Rogers e Bucky Barnes[fonte]

Em uma tentativa de animar seu melhor amigo, Bucky Barnes convenceu Rogers a participar da Expo Stark e ver uma exposição das tecnologias do futuro com ele, além de secretamente levar duas garotas para um encontro duplo com ele e Rogers. Ao ver Bonnie e Connie acenando para Barnes, Rogers perguntou o que ele tinha dito à sua parceira sobre ele e Barnes insistiu que só tinha contado as coisas boas, o que deixou Rogers ainda mais nervoso.

Arquivo:Bucky Steve girls.jpg

Enquanto exploravam a Expo com as garotas, Rogers e Barnes assistiram Howard Stark demonstrar seu protótipo de carro voador que seria construído pelas Indústrias Stark, com Stark afirmando que com a tecnologia que ele e sua empresa estavam desenvolvendo, os automóveis do futuro não teriam sequer que tocar no chão. Quando a demonstração começou, Rogers tentou oferecer doces a Connie, mas ela recusou, antes de verem o carro de Stark cair no chão devido ao fato de ainda estar inacabado, para a diversão do público.

Arquivo:SkinnySteve-MirrorPose.jpg

Apesar de todas as exposições incríveis que estavam sendo apresentadas na Expo, incluindo o Homem Sintético e o carro voador, Rogers discretamente fugiu de Barnes e das garotas quando viu um posto de alistamento próximo, tentando outra vez se alistar nas Forças Armadas dos Estados Unidos para que finalmente pudesse ter uma chance de lutar no exterior ao lado de seus companheiros. Enquanto esperava sua vez de se alistar, Rogers posou em frente à imagem de um soldado com uniforme do exército, embora a baixa estatura de Rogers o fizesse chegar apenas ao queixo da figura enquanto olhava para si mesmo.

Arquivo:Steve bucky new high res17.jpeg

Barnes notou a ausência de Rogers e, depois que o encontrou, tentou convencê-lo a não se alistar novamente para não ser preso por mentir no formulário de alistamento, mas Rogers insistiu que precisava lutar por seu país uma vez que a ameaça da Segunda Guerra Mundial e da Alemanha Nazista continuava crescendo. Por fim, Rogers afirmou que não tinha direito de fazer menos do que os outros homens que lutavam por sua liberdade, até que ele e Barnes se despediram, sabendo que Barnes iria para a Inglaterra com o 107º Regimento de Infantaria na manhã seguinte, e a dupla trocou insultos de brincadeira e um abraço antes de Barnes ir embora.[1]

Conhecendo Abraham Erskine

Arquivo:SkinnySteve-WaitingForTest.jpg
"Você quer matar nazistas?"
"Isso é um teste?"
"Sim."
"Não quero matar ninguém. Não gosto de crueldade."
Abraham Erskine e Steve Rogers[fonte]

Tendo ouvido por acaso a conversa de Rogers com Bucky Barnes sobre a vontade do primeiro em ajudar na guerra, o Dr. Abraham Erskine decidiu encontrar-se com Rogers em uma sala isolada na qual Rogers aguardava por seus exames. Contudo, ao ver os médicos deixarem a sala, Rogers ficou preocupado que sua fraude na papelada de alistamento tivesse sido descoberta e rapidamente calçou seus sapatos e se preparou para ir embora.

Arquivo:Untitled18.png

Entretanto, Erskine entrou na sala e explicou que representava a Reserva Científica Estratégica. Rogers perguntou de onde Erskine era e insistiu que não estava incomodado depois que ele revelou ter nascido na Alemanha. Erskine então perguntou se Rogers queria ir para além-mar para matar nazistas. Rogers perguntou se estava sendo testado antes de responder que não queria matar ninguém; apenas não gostava de valentões, seja lá de onde viessem.

Arquivo:SkinnySteve-ErskinesOffer.jpg

Impressionado pela resposta e pelos esforços contínuos de Rogers para se alistar nas Forças Armadas, Erskine decidiu recrutar Rogers como um candidato do Projeto Renascimento, um experimento secreto de "supersoldado" que estava sendo conduzido pela Reserva Científica Estratégica, dizendo que esta seria sua chance de se juntar ao esforço de guerra na Segunda Guerra Mundial. Rogers aceitou com entusiasmo, feliz por ter a oportunidade de servir seu país.[1]

Começa o treinamento

Arquivo:1899560-the chris evans blog 090711 028.jpg
"Vamos vencer esta guerra porque temos os melhores homens. E porque ficarão melhores. Muito melhores. A Reserva Científica Estratégica é um esforço aliado formado pelas melhores mentes do mundo livre. Nosso objetivo é criar o melhor exército da história. Mas todo exército começa com um homem."
Chester Phillips para os cadetes do Campo Lehigh[fonte]

Rogers concordou e, sob a supervisão do Dr. Abraham Erskine, viajou para o Campo Lehigh para começar seu treinamento. Ao chegar, Rogers observou a agente Peggy Carter se apresentar e mostrar sua força ao bater em Gilmore Hodge quando ele tentou desrespeitá-la. Depois disso, o coronel Chester Phillips chegou e deu um discurso aos cadetes, tendo uma antipatia imediata por Rogers, pois acreditava que um homem tão pequeno não deveria estar envolvidos em suas operações.

Arquivo:Steve-in-Barbed-Wire.jpg

Rogers treinou bastante em suas tentativas de provar ser um soldado valioso para as Forças Armadas dos Estados Unidos, mas teve dificuldades em grande parte do treinamento físico, conseguindo se enroscar em uma subida de corda e cair de cabeça para baixo. Rogers era frequentemente ridicularizado e importunado pelos outros soldados, incluindo o cadete Hodge, que chegou a chutar as estruturas atrás dele para garantir que o arame farpado caísse sobre Rogers, forçando-o a rastejar por toda a lama.

Arquivo:SkinnySteve-Training-Running.jpg

Entretanto, a determinação e raciocínio rápido de Rogers o faziam destacar-se do grupo com frequência, mesmo quando ele penava para acompanhar os outros soldados fisicamente. Durante uma corrida sob as ordens do sargento Michael Duffy, foi oferecida a Rogers e aos outros cadetes uma carona de volta para a base se conseguissem derrubar uma bandeira do topo de um poste, mas Rogers estava cansado demais para se juntar aos outros, que tentavam desesperadamente subir no poste para derrubar a bandeira.

Arquivo:Peggy-Carter-Skinny-Steve-Driving.jpg

Rogers, porém, aproximou-se da situação com mais atenção e, em vez de tentar subir no mastro, simplesmente removeu seu pino de suporte, permitindo que ele caísse antes de remover a bandeira depois que esta já estava no chão. Com isso, e sendo o primeiro cadete da história do campo de treino a tirar a bandeira com êxito, Rogers ganhou sua carona ao campo no veículo de Carter, para o aborrecimento dos outros soldados, que não tiveram a ideia.

Arquivo:SkinnySteve-PressUp.jpg

Apesar dos esforços contínuos de Rogers para mostrar que era digno, o coronel Phillips não estava convencido das alegações de Erskine de que Rogers era a pessoa certa para o procedimento do Projeto Renascimento, ignorando a insistência de Erskine de que precisavam olhar para qualidades além do físico. Phillips alegou que Hodge era a melhor opção por ser grande, rápido e obediente às ordens, sendo, portanto, o soldado perfeito para eles.

Arquivo:Steve - Grenade.png

Quando Erskine argumentou que Hodge era simplesmente um valentão, Phillips decidiu demonstrar que ele era mais corajoso do que Rogers jogando uma granada falsa nos cadetes. Para a surpresa de Phillips, Hodge fugiu para se salvar enquanto Rogers se jogou na granada para proteger seus companheiros da explosão que nunca veio. Vendo Rogers cometer um ato de bravura e abnegação, Phillips finalmente cedeu a Erskine, para a satisfação deste.[1]

Aceito para o Renascimento

Arquivo:SkinnySteve-ErskineNightVisit.jpg
"Posso fazer uma pergunta?"
"Só uma?"
"Por que eu?"
"Creio que seja a única pergunta que importa."
―Steve Rogers e Abraham Erskine[fonte]

Com a decisão de que seria o cadete selecionado para se submeter ao Projeto Renascimento, Rogers foi levado de volta para seu quarto para aguardar o procedimento pela manhã. Na noite anterior ao tratamento, Rogers foi visitado por Abraham Erksine, que levou uma bebida. Rogers lhe perguntou por que tinha sido selecionado para o experimento, em vez de qualquer outro soldado mais forte.

Arquivo:SkinnySteve-ErskineChat.jpg

Erskine explicou como o Partido Nazista e Adolf Hitler adquiriram seu poder na Alemanha e como o próprio Erskine tinha sido selecionado por Hitler para produzir um soldado perfeito. Erskine então revelou que seu primeiro sujeito de teste, o oficial nazista Johann Schmidt, passou por uma versão imperfeita do tratamento, tornando-se sobre-humano enquanto sofria efeitos colaterais negativos devido a sua ambição por poder e obsessão por se tornar um homem superior.

FB-FX-0082

Rogers bebe com Abraham Erskine

No entanto, Erskine assegurou a Rogers que, apesar de tudo que aconteceu quando Schmidt tomou o Soro do Supersoldado, ele escolheu Rogers porque ele era um homem bom por natureza e que, por ter sido fraco a vida inteira, não perderia o respeito pela força que ganharia. Erskine ofereceu a Rogers uma bebida antes de tirá-la, já que Rogers ainda passaria pelo procedimento de manhã e, portanto, não poderia ingerir nenhum líquido. Porém, o próprio Erskine insistiu em tomar a bebida sozinho. Achando graça, Rogers e Erskine prometeram beber juntos depois do tratamento.[1]

Projeto Renascimento

Arquivo:Steve and Peggy in Car.png
"Como se sente"
"Mais alto."
"Parece mais alto."
Peggy Carter e Steve Rogers[fonte]

Um dia antes do procedimento, Rogers foi escoltado para uma instalação secreta por Peggy Carter. Enquanto iam juntos de carro, Rogers apontou muitos lugares na Cidade de Nova York onde tinha sido espancado enquanto ele e Carter conversavam sobre serem implicados e ignorados por algo que não poderiam mudar; Rogers por seu tamanho e Carter por seu gênero. Apesar da falta de jeito de Rogers enquanto falava com ela, Carter ficou encantada por sua sinceridade e bons valores morais.

Arquivo:Peggy & Steve - Brooklyn Installation.png

Depois de chegarem, Rogers seguiu Carter até a Instalação onde a Reserva Científica Estratégica aguardava sua chegada, a fim de dar início ao procedimento conforme fora planejado. Rogers então observou a agente Carter cumprimentar a idosa que estava atrás da escrivaninha da loja e dar a ela o código secreto que garantia acesso à instalação secreta, escondida atrás de uma grande estante para evitar suspeitas dos membros do público em geral.

Arquivo:SkinnySteve-RebirthArrival.jpg

Assim que entraram no salão principal, Rogers viu todos os cientistas se virarem e olharem para ele, aguardando o início do experimento, antes de o Dr. Abraham Erskine cumprimentar Rogers e Carter enquanto Howard Stark preparava o maquinário. Enquanto Rogers era instruído a tirar sua camisa, sapatos e chapéu para que dessem início ao procedimento, o coronel Chester Phillips assistia, a uma distância segura, com vários outros generais e senadores.

Arquivo:Shot of Penicillin (Project Rebirth).png

Depois que Rogers foi preso à Câmara de Raios-Vita, Erskine fez um breve discurso para Phillips e todos os outros espectadores sobre como exatamente o Projeto Renascimento funcionaria e o que seu procedimento implicava, prometendo que seria o primeiro passo para a paz durante a Segunda Guerra Mundial. Rogers recebeu uma injeção que o fez estremecer e observou que não tinha sido tão ruim quanto imaginou que seria, antes que Erskine revelasse que a injeção tinha sido apenas penicilina, deixando Rogers um pouco mais nervoso à medida que considerava o que poderia vir a seguir.

Arquivo:Vita-Radiation Saturation.png

Antes de submeter Rogers ao tratamento, o Dr. Erskine iniciou uma contagem regressiva e colocou a mão sobre seu para confortá-lo antes de injetar nele o Soro do Supersoldado, que causou uma dor considerável em Rogers. Erskine então ordenou que Stark ativasse a máquina, que ergue Rogers no ar. Antes dos estágios finais, Erskine perguntou como Rogers estava se sentindo, ao que ele brincou e perguntou se ainda restava tempo para ir ao banheiro.

Arquivo:SuperSoilder.jpg

Erskine mandou Stark prosseguir conforme começavam a dosar em Rogers grandes quantidades de Radiação Vita. Embora o tratamento fosse extremamente doloroso, fazendo Rogers gritar em agonia e quase forçar Erskine e Stark a desligar o reator para salvar sua vida, Rogers exigiu que os cientistas continuassem independentemente da dor. Por fim, o experimento foi concluído e Rogers finalmente saiu da câmara com um físico bastante aprimorado.

Cap and Peggy

Rogers sai após o Projeto Renascimento

Rogers deixou de ter 1,63 m de altura e pesar 43 kg, para medir 1,88 m e pesar 100 kg. Peggy Carter foi a primeira a cumprimentar Rogers quando ele saiu da Câmara de Raios Vita e perguntou como ele se sentia, ao que Rogers, boquiaberto, só conseguiu responder que se sentia mais alto. Enquanto Carter deu a Rogers uma camiseta para se cobrir, todos os outros cientistas e generais foram parabenizar a equipe. O senador Brandt então começou a comentar sobre como Adolf Hitler e o Partido Nazista estavam prestes a ficar muito nervosos depois deste sucesso extraordinário, à medida que mais cientistas e generais se reuniam em torno de Rogers.[1]

Assassinato de Abraham Erskine

Arquivo:Captainamerica-1.jpg
"Quem é você?"
"O primeiro de muitos. Corte uma cabeça e duas nascerão em seu lugar. Viva a HIDRA!"
―Steve Rogers e Heinz Kruger[fonte]

Logo após o experimento do Projeto Renascimento, porém um dos participantes atirou e matou o Dr. Abraham Erskine, revelando ser um assassino a mando de Johann Schmidt. Enquanto lutava contra os soldados em seu caminho, o assassino, chamado Heinz Kruger, roubou o último frasco do Soro do Supersoldado e escapou. Rogers correu para ajudar Erskine, mas não havia nada que pudesse fazer. Erskine apontou para o coração de Rogers, lembrando-o de sua conversa anterior, e morreu.

Arquivo:Heinz Kruger Brooklyn Chase.png

Determinado a levar o assassino de seu amigo à justiça, Rogers perseguiu Kruger a pé, salvando Peggy Carter quando ela quase foi atropelada por ele. Enquanto Kruger partiu em um táxi roubado, Rogers correu atrás dele através das ruas de Nova York e, devido ao seu físico melhorado, foi capaz de alcançá-lo, apesar de ainda lutar para lidar com todas as suas habilidades recém-descobertas, chegando a acidentalmente quebrar a vitrine de uma loja.

Arquivo:SRogers-TaxiChase-CATFA.jpg

Finalmente, Rogers pulou sobre o teto dos carros e se jogou acima do táxi da Lucky Star de Kruger e tentou puxá-lo para fora enquanto eles continuavam correndo por Nova York. Contudo, Kruger começou a atirar no teto do táxi e feriu levemente Rogers, que conseguiu evitar a maior parte dos disparos. Kruger tirou os olhos da estrada para tentar dar outro disparo em Rogers e fez o táxi bater e capotar, arremessando Rogers, que ainda saiu do incidente ileso.

Arquivo:Lucky Star Cab Company - Door Shield.png

Depois de se levantar, Rogers continuou perseguindo Kruger, mas este começou a atirar contra ele, forçando Rogers a pegar a porta quebrada do táxi e usá-la como escudo. Enquanto o povo corria por suas vidas, Kruger agarrou um garoto, levando-o para as docas com a arma apontada para sua cabeça enquanto continuava atirando em Rogers. Recusando-se a deixar que o garoto fosse ferido, Rogers foi atrás de Kruger enquanto a mãe do garoto gritava horrorizada.

Arquivo:SRogers-KrugerStandoff.jpg

Quando alcançou Kruger nas docas, Rogers presenciou o assassino segurar sua Walther P38 contra a cabeça do garoto, forçando Rogers a se afastar para tentar impedir Kruger de machucá-lo. Kruger respondeu tentando atirar em Rogers, até perceber que estava sem munição. Frustrado, Kruger jogou o garoto na água, mas quando Rogers foi salvá-lo, descobriu que ele sabia nadar e logo voltou a perseguir Kruger.

Arquivo:SRogers-ChasingDownSub.jpg

Quando Kruger fez seu último esforço para escapar entrando em seu submarino da HIDRA, chamado Fieser Dorsch, Rogers se recusou a permitir que o assassino de Abraham Erskine escapasse da justiça e mergulhou na água atrás dele. Nadando com toda a sua força recém-encontrada, Rogers conseguiu alcançar o submarino e perfurar o vidro da cabine de pilotagem com um soco, forçando Kruger a sair e arrastando-o até a superfície para interrogá-lo.

WhoTheHellAreYou

Rogers captura o assassino de Erskine

Rogers jogou Kruger de volta às docas, onde o assassino esmagou o Soro do Supersoldado para garantir que a Reserva Científica Estratégica não pudesse usá-lo novamente. Rogers então exigiu furiosamente saber quem ele era e Kruger insistiu que era apenas o primeiro de muitos, saudando a HIDRA e cometendo suicídio através de uma pílula de cianeto antes que pudesse ser interrogado além daquilo, caindo morto na frente de Rogers.[1]

Recrutado por Brandt

Arquivo:Drawing Steve Rogers' Blood.png
"Senhor, se vai atrás do Schmidt, eu quero ir."
"Você é um experimento. Vai para Alamogordo."
"O soro funcionou."
"Pedi um exército e só me deram você. Você não é o suficiente."
―Steve Rogers e Chester Phillips[fonte]

Com a morte do Dr. Abraham Erskine, qualquer esperança de reproduzir o Soro do Supersoldado estava aparentemente perdida. Amostras de sangue foram retiradas de Rogers na esperança de replicar a fórmula. Das doze, uma foi dada a Howard Stark.[7] Rogers então conversou com Peggy Carter, que insistiu que, se o experimento só pudesse ter funcionado uma vez, Erskine ficaria feliz por ter sido em Rogers.

Arquivo:SRogers-RejectedByColPhillips.jpg

Ao encontrar Stark trabalhando no Fieser Dorsch, Rogers soube que o que a HIDRA desenvolveu era mais avançado tecnologicamente do que qualquer coisa que tivessem. Em vez de ficar confinado a um laboratório enquanto os cientistas tentassem redescobrir a fórmula, Rogers tentou convencer Chester Phillips a permitir que ele servisse no exterior e derrotasse o Caveira Vermelha, mas Phillips recusou, afirmando que queria um exército e Rogers não era o suficiente.

Arquivo:SRogers-RecruitedByBrandt.jpg

Enquanto Rogers ficou arrasado em saber que, mais uma vez, não poderia servir na Segunda Guerra Mundial como queria, o senador Brandt aproximou-se dele e afirmou que suas ações em parar Heinz Kruger e salvar o garoto foram notadas pelo povo americano. Brandt então ofereceu a Rogers a chance de servir seu país no campo de batalha mais importante da guerra, o que Rogers aceitou de bom grado, com Brandt o promovendo imediatamente.[1]

Capitão América

Trabalhando para a USO

USO Preformer

Rogers viaja pelos Estados Unidos como Capitão América

"Ao menos ele me arranjou isto. O Phillips teria me deixado em um laboratório."
"São suas duas únicas opções? Um rato de laboratório ou um macaco dançante? Seu propósito é maior que isto."
"Por muito tempo sonhei em cruzar o oceano e estar nas linhas de frente, servindo o meu país. Finalmente consegui o que queria e estou de malha justa."
―Steve Rogers e Peggy Carter[fonte]

No entanto, em vez de colocar o trabalho de Abraham Erskine em seu uso destinado e ser enviado para servir com as Forças Armadas dos Estados Unidos nos campos de batalha da Segunda Guerra Mundial, como esperava, Brandt mandou que Rogers fizesse uma turnê pelo país em uma fantasia colorida como Capitão América. Rogers concordou com pesar, encarregado de promover bônus de guerra para o Departamento do Tesouro e encorajar a participação do povo americano na guerra.

Arquivo:Cap photo.png

Rogers achou a performática difícil e desconfortável, ainda desejando lutar contra as forças da Alemanha Nazista e a ascensão contínua da HIDRA sob a liderança do Caveira Vermelha. Em vez disso, foi forçado pelo senador Brandt a se apresentar e posar para fotografias a fim de mantar em ascensão a moral das pessoas. Apesar de seu embaraço, Rogers ainda tentou tirar o melhor proveito da situação, apreciando a reação de todas as crianças.

Arquivo:Captain America - Young Fan Autograph.png

Com a ajuda de seu espetáculo, que tinha música, dançarinas e até um falso Adolf Hitler para Rogers socar toda noite, o Capitão América tornou-se uma estrela em todo o mundo, para o prazer do senador Brandt, que insistia em tirar fotos com o próprio Rogers. Depois de cada apresentação, Rogers dava autógrafos para as crianças que o admiravam e, após um deles, foi cumprimentado por uma bela moça que queria seu autógrafo, o que deixou Rogers embaraçado.

Movie star

Rogers estrela um filme de propaganda

As apresentações contínuas fizeram Rogers se tornar um ícone e propaganda viva para o povo americano durante o esforço de guerra, chegando a estrelar sua própria série de quadrinhos e vários filmes nos quais heroicamente enfrentava e derrotava os nazistas, ainda usando o uniforme do Capitão América. Esses quadrinhos foram enviadas para a França, onde foram desfrutadas pelos soldados das Forças Armadas e pelas crianças dos Estados Unidos.

Arquivo:Captain America lifts Star-Spangled Singers.png

Rogers continuou viajando o país de estado em estado à medida que sua própria popularidade crescia com as esposas e filhos cujos maridos e pais estavam lutando no exterior contra as forças de Hitler. No final das apresentações, o Capitão América demonstrava sua força do Soro do Supersoldado ao levantar uma motocicleta e três dançarinas sobre sua cabeça enquanto a música terminava, para a surpresa de suas audiências cada vez maiores.[1]

Apresentações no exterior

Arquivo:Captain America's USO Uniform.png
"Planeja uma missão de resgate?"
"Claro! Se chama ganhar a guerra."
"Mas se sabe onde estão, por que não…"
"Estão 48 km atrás das linhas de um dos territórios mais fortificados de toda a Europa."
―Capitão América e Chester Phillips[fonte]

Em 1943, enquanto fazia uma turnê para militares ativos na Itália, Rogers descobriu que os homens das Forças Armadas não gostavam de seu número tanto quanto as crianças para as quais ele costumava se apresentar. Em vez de apoiar sua mensagem, Gilmore Hodge e outros soldados gritaram e insultaram Rogers, insistindo em ver as dançarinas no lugar do próprio Capitão América.

Arquivo:Steve Peggy.jpg

Deprimido com o trabalho em seu espetáculo e desejando ser um soldado a serviço nas linhas de frente, Rogers aproveitou um momento livre para se desenhar como um macaco performático. Ele foi acompanhado pela agente Peggy Carter, que tentou convencê-lo de que estava destinado a mais do que estava fazendo, lembrando-o das razões pelas quais Abraham Erskine o havia escolhido e comentando que Rogers soava como o senador Brandt quando ele tentou defender seu trabalho. Rogers, porém, observou que, apesar de todas as suas decepções em seu emprego atual, pelo menos não acabou sendo experimentado para ganhar o Soro do Supersoldado.

Arquivo:SteveRogers-RainMud-WWII.jpg

Durante a conversa sobre seu trabalho como Capitão América, Rogers observou enquanto mais soldados feridos retornavam à base e soube que o 107º Regimento de Infantaria aparentemente tinha sido destruído em batalha contra as forças de Johann Schmidt enquanto lutava em Azzano. Ao saber disso, Rogers percebeu que esta era a unidade de Bucky Barnes e tentou desesperadamente descobrir se seu melhor amigo tinha sido morto no conflito.

Arquivo:Chorus Boy Rogers (Italy 1943).png

Rogers correu pelo acampamento com Carter e foi imediatamente à tenda do coronel Chester Phillips, que provocou Rogers por seu personagem de Capitão América. Rogers implorou a Phillips para informá-lo se Barnes estava vivo ou morto e Phillips explicou que eles acreditavam que ele tinha morrido. Rogers exigiu saber qual missão de resgate estava ocorrendo, mas Phillips confirmou que nenhuma tinha sido planejada por ter sido considerado algo perigoso demais e que a arriscaria a vida de ainda mais soldados.

Arquivo:Steve Rogers - Meant For More (Italy 1943).png

Embora Phillips aparentemente dar Barnes como morto em ação, Rogers se recusou a acreditar que Bucky havia morrido e roubou armas e alguns equipamentos, incluindo o escudo do Capitão América, para tentar dirigir até a base da HIDRA e encontrá-lo. Rogers perguntou se Carter tinha sido sincera quando falou que acreditava que ele estava destinado a mais do que apresentações para crianças, o que ela confirmou. Vendo sua determinação, Carter convenceu Rogers a deixá-la ajudá-lo.

Arquivo:Steve Rogers (Stark Plane).png

Carter e Howard Stark ajudaram Rogers a levá-lo para a Áustria, 48 km atrás das linhas inimigas. Durante a viagem, Rogers teve uma conversa constrangedora com Carter quando pensou que ela tinha começado um relacionamento com Stark. O avião deles foi atingido subitamente por armas inimigas e Rogers ordenou que Carter desse a volta assim que ele saltasse. Ela tentou dizer que ele não poderia lhe dar ordens, mas ele alegou que poderia, pois era um capitão.[1]

Libertação dos prisioneiros de guerra

Chris evans blog

Rogers invade uma fortaleza da HIDRA

"Saiam rápido e acabem com eles. Encontro vocês na clareira com quem mais eu encontrar."
"Espera. Sabe o que está fazendo?"
"Sim. Já nocauteei Adolf Hitler mais de 200 vezes."
―Capitão América e Gabe Jones[fonte]

Rogers então saltou do avião de Howard Stark e pousou com segurança no solo na Áustria, antes de sair imediatamente para completar sua missão. Rogers esgueirou-se a bordo de um caminhão da HIDRA, derrubando facilmente os dois guardas que estavam dentro antes de conseguir se infiltrar com sucesso na fortaleza da HIDRA pertencente à divisão de Johann Schmidt. Depois que o caminhão estacionou, Rogers derrubou o guarda que veio olhar o veículo usando seu escudo, conseguindo não disparar o alarme à medida que continuava seguindo seu caminho pela instalação, enquanto tentava desesperadamente evitar ser descoberto a todo custo.

Arquivo:Captain-america-disneyscreencaps com-6715.jpg

Uma vez lá dentro, Rogers conseguiu nocautear um segundo guarda da HIDRA sem acionar o alarme antes de continuar explorando a instalação para encontrar os prisioneiros de guerra trancados lá e devolvê-los à segurança do acampamento aliado. Durante sua procura pela unidade tentando não ser pego, Rogers encontrou um componente de tecnologia Tesseract e o roubou, esperando que Stark pudesse analisar sua tecnologia a fim de descobrir o segredo do aumento de poder da HIDRA.

Arquivo:Steve Rogers - Freeing Allied POWs.png

Por fim, Rogers localizou a cela e libertou os soldados capturados. Sendo questionado por Gabe Jones sobre quem ele seria, Rogers simplesmente respondeu ser o Capitão América, para considerável confusão dos soldados. Uma vez libertos, Rogers falou com Dum Dum Dugan, James Montgomery Falsworth e outros prisioneiros, antes que todos os soldados lutassem contra seus antigos captores da HIDRA, permitindo que escapassem.

Arquivo:Captain-America-Image-6.jpg

Enquanto Dugan e os outros soldados continuavam enfrentando a HIDRA à medida que fugiam da instalação em direção à liberdade do acampamento aliado, Rogers continuou sua busca por Bucky Barnes e, no caminho, avistou o cientista da HIDRA Arnin Zola enquanto este apressadamente saía de uma sala, levando vários planos e plantas para seus potenciais Robôs Zola, e se preparava para fugir antes que pudesse ser capturado pelas Forças Armadas dos Estados Unidos. Quando entrou na sala que Zola tinha acabado de deixar, Rogers encontrou Barnes amarrado a uma mesa e tendo aparentemente sido cobaia de experimentos.

Arquivo:Captain-america-disneyscreencaps com-7224.jpg

Rogers retirou as algemas de Barnes, descobrindo que ele estava atordoado e confuso sobre por que seu melhor amigo ficou tão mais alto. Rogers tomou nota de um mapa-múndi no escritório de Zola citando Nova York e Berlim como alvos potenciais para a HIDRA. Enquanto fugiam, Barnes perguntou a Rogers o que aconteceu com ele e, em vez de explicar o Projeto Renascimento e todos os seus efeitos, ele simplesmente alegou que tinha entrado no exército.[1]

Confronto com o Caveira Vermelha

Arquivo:Captain America and Bucky.jpg
"Você está iludido, capitão. Finge ser um simples soldado, mas, na verdade, está apenas com medo de admitir que deixamos nossa humanidade para trás! Ao contrário de você, eu admito isso com orgulho. Sem medo!"
"Então por que está fugindo?"
Caveira Vermelha e Capitão América[fonte]

Contudo, enquanto Rogers e Barnes ainda tentavam chegar à saída, toda a instalação começou a explodir, forçando-os a encontrar outra escapatória. Depois que eles subiram as escadas para fugir das chamas, Rogers foi confrontado por Johann Schmidt, que estava tentando escapar com Arnim Zola. Schmidt expressou sua satisfação em conhecer o Capitão América, alegando ser um grande fã de seus filmes. Schmidt também observou que, embora Abraham Erskine tivesse claramente tido êxito em seus planos com o Projeto Renascimento, ele achava que Rogers era impressionante, mas dificilmente uma melhoria.

Arquivo:Steve shocked at Red Skull's strength.png

Querendo calá-lo e levá-lo em custódia, Rogers furiosamente socou o rosto de Schmidt, apenas para notar que seu soco tinha danificado a máscara prostética dele. Schmidt respondeu esmurrando o escudo do Capitão América, deixando um grande buraco devido a sua força aumentada. Os dois tiveram uma breve luta, na qual Schmidt mostrou sua incrível força ao derrubar Rogers no chão antes que este pudesse chutá-lo da plataforma.

Arquivo:Captain-america-disneyscreencaps com-7367.jpg

Zola separou a dupla retraindo a ponte, à medida que Schmidt revelava que seu rosto era uma máscara, removendo-a para exibir o rosto avermelhado em formato de crânio que lhe conferiu o apelido de Caveira Vermelha. Enquanto Rogers observava, Bucky Barnes perguntou se o rosto dele também estava daquele jeito. Schmidt então afirmou que ele e Rogers tinham deixado sua humanidade para trás antes de sair e fugir em seu Focke-Wulf Triebflügel, enquanto Rogers e Barnes foram deixados para morrer.

Arquivo:Preparing to Jump (HYDRA Base 1943).png

Com pouco tempo de sobra antes que toda a instalação fosse consumida em chamas, Rogers conseguiu subir as escadas com Barnes e descobriu que a única saída para o outro lado era uma viga de aço no último andar. Rogers permitiu que Barnes fosse primeiro, mas a barra acabou se soltando pelo peso e Barnes conseguiu, por pouco, chegar ao outro lado antes que a barra caísse nas chamas, deixando Rogers aparentemente sem ter como fugir.

Arquivo:Cap explosion.JPG

Crendo que não havia esperança, Rogers mandou Barnes escapasse sem ele, mas Barnes insistiu que não o deixaria. Sem tempo, Rogers usou a sua força aumentada pelo Soro do Supersoldado para tirar uma barra de aço do caminho, antes de dar um salto desesperado pelas plataformas. Apesar de ser quase consumido por uma bola de fogo, Rogers teve êxito e se reuniu com Barnes. Enquanto voltavam, Rogers notou que seu rádio estava tão danificado que ele não poderia informar Peggy Carter sobre sua sobrevivência e retorno, obrigando-os a fazer a viagem de volta a pé.[1]

Retorno ao acampamento

Arquivo:213 (13).jpg
"Alguns desses homens precisam de cuidados médicos. Eu gostaria de me entregar para ação disciplinar."
"Não será necessário."
―Steve Rogers e Chester Phillips[fonte]

Em pouco tempo, Rogers se reencontrou com todos os prisioneiros de guerra que escaparam, descobrindo que Dum Dum Dugan e Gabe Jones tinham roubado com sucesso um tanque da HIDRA durante o conflito. Juntos, eles voltaram ao acampamento das Forças Armadas dos Estados Unidos. Enquanto estavam sendo recebidos na chegada, Rogers pediu ao coronel Chester Phillips que desse atenção médica aos homens e, em seguida, repreendesse-o por suas ações. No entanto, Phillips se recusou a punir Rogers por desobedecer suas ordens diretas, sabendo que ele havia salvado a vida de mais de 400 soldados.

Cap and Peggy 1

Rogers com os homens que salvou da HIDRA

Rogers foi então recebido por Peggy Carter, que perguntou por que ele tinha chegado tarde, e Rogers explicou que não pôde pedir carona porque o rádio que ela tinha lhe dado havia quebrado. Bucky Barnes pediu que todos reconhecessem que o Capitão América era um herói e todos os soldados ovacionaram e aplaudiram o homem que tinha salvo os prisioneiros das garras da HIDRA e do Caveira Vermelha. As ações de Rogers foram colocadas nos jornais à medida que ele se tornava um ícone ainda mais forte para o povo americano, não só dando aos Aliados uma vitória estratégica fundamental sobre a HIDRA e a Alemanha Nazista, mas também mantendo a vida de todos os soldados durante a Segunda Guerra Mundial.[1]

Recrutando o Comando Selvagem

Arquivo:7Cap.jpg
"Está pronto para ir com o Capitão América até as garras da morte?"
"Claro que não! Aquele baixinho do Brooklyn que era burro demais para fugir de uma briga, é ele quem vou seguir. Vai manter a roupa?"
"Quer saber? Estou começando a gostar dela."
―Steve Rogers e Bucky Barnes[fonte]

Rogers viajou para a Inglaterra, onde informou Peggy Carter sobre o que tinha descobrido durante sua invasão à Instalação da HIDRA, incluindo a localização de outras bases da HIDRA em toda a Europa, que havia visto no mapa de Arnim Zola.[1] Quando Howard Stark entrou na base, ele perguntou por que Rogers não estava recebendo sua medalha do senador Brandt, o que ele disse ter dispensado, levando a Chester Phillips elogiá-lo por isso.[8] Quando foi sugerido que Rogers precisaria de uma equipe para voltar às linhas de frente da Segunda Guerra Mundial, Rogers explicou que estava montando uma por conta própria.

Captain-america-marvel09

Rogers recrutando o Comando Selvagem

Indo ao Whip & Fiddle, Rogers encontrou-se com alguns dos homens que tinha salvo do Caveira Vermelha e os convidou para sua equipe, apelidada de Comando Selvagem, a fim de atacar as outras bases conhecidas pertencentes à HIDRA. Quando James Montgomery Falsworth alegou que a ideia de voltar para as linhas de frente soava divertida, Jim Morita, Gabe Jones e Jacques Dernier concordaram. Por fim, Dum Dum Dugan informou a Rogers que sempre estaria feliz em lutar, desde que Rogers concordasse em abrir uma conta no bar para que eles pudessem continuar bebendo, o que Rogers concordou em fazer, para o prazer de todos.

Arquivo:SRogers-ItsKindaGrowingOnMe.jpg

Enquanto os outros homens celebravam seu recrutamento, Rogers foi conversar com Bucky Barnes, perguntando se ele estava disposto a seguir o Capitão América na briga contra a HIDRA. Barnes respondeu que seguiria seu amigo de Nova York que nunca fugia de uma luta. Barnes então perguntou se Rogers planejava manter o uniforme do Capitão América quando voltassem para as linhas de frente, e Rogers disse que estava começando a gostar do traje.

Arquivo:2011 captain america 063.jpg

Enquanto conversavam, foram interrompidos pela chegada da agente Peggy Carter, que estava usando um vestido vermelho justo que fez o bar quase inteiro ficar em silêncio. Carter informou a Rogers que Howard Stark tinha alguns equipamentos para ele experimentar. Quando Carter observou a música, Barnes a convidou para dançar, mas ela o ignorou e olhou para Steve Rogers enquanto lhe dizia que, quando a Segunda Guerra Mundial tivesse acabado, o par poderia sair para dançar juntos. Quando Carter foi embora, Barnes reclamou de ser invisível para ela, dizendo que estava acostumado a isso acontecendo com o Rogers magricelo, para a diversão de Rogers.[1]

Melhorias de Howard Stark

Arquivo:Captain america new high res06.jpeg
"Peggy, não é o que está pensando."
"Eu não penso em nada, capitão. Nada mesmo. Você sempre quis ser um soldado e agora é, igual a todos os outros."
"Bem, mas e você e o Stark? Como sei se vocês não andam… fazendo
fondue?"
―Steve Rogers e Peggy Carter[fonte]

Na manhã seguinte, Rogers voltou à base em Londres, onde deveria se encontrar com Howard Stark. Tendo dificuldade de encontrá-lo na instalação, Rogers perguntou à cadete Lorraine, que informou a Rogers que Stark estava conversando com o coronel Chester Phillips. Lorraine então convidou Rogers para sentar e esperar, antes de revelar que estava lendo tudo sobre a Libertação dos Prisioneiros de Guerra Aliados e o envolvimento de Rogers, apesar deste ainda insistir que tinha apenas feito o que precisava ser feito.

Arquivo:SRogers-SeducedByLorraine.jpg

Lorraine, porém, insistiu que Rogers havia feito muito mais pelos esforços da Segunda Guerra Mundial do que a maioria, dizendo que as esposas dos homens que ele salvou provavelmente gostariam de expressar sua gratidão. Enquanto Rogers continuava insistindo que não tinha feito nada demais, Lorraine decidiu recompensar seus esforços de guerra com um beijo apaixonado, afirmando que era em nome de todas as mulheres da América que queriam agradecê-lo.

Arquivo:SRogersPCarter-AwkwardArgument.jpg

O beijo de Rogers e Lorraine foi flagrado por Peggy Carter, que havia chegado para levar Rogers até Stark. Embora Rogers ainda tentasse desesperadamente descartar a situação, Carter começou a repreendê-lo ao dizer que ele sempre quis se juntar às Forças Armadas e acabou como qualquer outro soldado. Rogers respondeu isso perguntando se ela estava em um relacionamento com Stark, fazendo Carter notar que Rogers não entendia as mulheres.

Howard Stark and Steve Rogers

Rogers recebe equipamento de Howard Stark

Depois, Rogers falou com Howard Stark em busca de conselhos no assunto, o que fez Stark brincar que não havia como prever o que uma mulher estava pensando e que, por isso, tinha se concentrado em seu trabalho com as Indústrias Stark. Durante sua conversa sobre trabalho, Stark mostrou a Rogers as novas armas que tinha desenvolvido para ele levar em situações de combate. Rogers, porém, parou em um escudo circular feito de vibranium e capaz de anular muitos danos, que ele decidiu transformar em sua arma e defesa primária durante as missões de combate devido a ser quase indestrutível e absorver vibrações.

Arquivo:Cap with shield.png

Rogers gostou imediatamente do escudo e, quando a agente Carter apareceu para buscá-lo para seus outros compromissos, ele lhe mostrou entusiasticamente o objeto, observando como ele era quase indestrutível. A força do escudo foi rapidamente provada quando Carter atirou nele várias vezes como vingança por ter beijado outra mulher, observando depois que Rogers saiu ileso que o escudo claramente funcionava bem o bastante.

Arquivo:CapHoward-CATFA.png

Enquanto Rogers e Stark observavam Carter sair satisfeita da sala depois de ter claramente provado seu ponto de vista, o chocado Rogers apresentou a Stark seus próprios desenhos para a nova versão do uniforme do Capitão América, os quais Stark aceitou. A nova versão de Rogers focou em usar o conceito original do Capitão América em um cenário mais prático enquanto fosse às linhas de frente do esforço de guerra ainda em curso.[1]

Enfrentando a HIDRA

Comando Selvagem

Arquivo:Cap comandos.JPG
"Foi um inverno difícil. Uma nevasca havia prendido metade do nosso batalhão atrás da linha alemã. Steve… Capitão Rogers, abriu caminho por um bloqueio da HIDRA que tinha aprisionado nossos aliados por meses. Ele salvou mais de mil homens, incluindo o homem que… viria a se tornar meu marido, no fim das contas."
Peggy Carter sobre o Capitão América[fonte]

Finalmente, Rogers foi enviado às linhas de frente da Segunda Guerra Mundial, agora capitaneando o Comando Selvagem, seu grupo pessoal de soldados, embarcando na missão de sabotar e destruir as instalações da HIDRA em toda a Europa. Ele liderou a equipe ainda usando o nome Capitão América para inspirar seus colegas soldados, agora vestindo um uniforme novo e atualizado com um design similar, mas mais prático para o uso.

Arquivo:CapRidingAwayFromBuildingExplosion.jpg

Com o Comando, o Capitão América levou a briga até a HIDRA, atacando pessoalmente seus postos avançados e destruindo-os, provocando enormes atrasos nos planos do Caveira Vermelha de conquistar o mundo. Rogers conseguiu manter seus homens em movimento enquanto eles avançavam pela Europa para recuperar as terras tomadas pela HIDRA. Montando sua motocicleta, Rogers sabotava instalações da HIDRA e escapava enquanto explodiam, satisfeito com seu trabalho.

Barnes planning

Rogers e Bucky Barnes durante a guerra

Enquanto a Segunda Guerra Mundial continuava, Rogers e seu Comando Selvagem permaneciam enfrentando a Alemanha Nazista, com Rogers se tornando um líder militar mais experiente como resultado. Enquanto dava ordens para Bucky Barnes, Dum Dum Dugan e o resto do Comando, Rogers percebeu que o cinegrafista que filmava seu trabalho tinha gravado imagens de seu compasso, que continha uma foto da agente Peggy Carter, o que o deixou bastante constrangido e o fez rapidamente se afastar da equipe de filmagens, sabendo que o coronel Chester Phillips provavelmente se divertiria se visse aquelas imagens do compasso.[1]

Arquivo:Captain America salutes Sergeant Barnes.png

No inverno de 1944, o Capitão América conseguiu, sozinho, deter um bloqueio nazista e salvar mais de mil homens, incluindo aquele se acabaria se tornando o marido de Peggy Carter.[2] Rogers comandava sua unidade com habilidade e confiança enquanto continuavam destruindo as instalações da HIDRA, com Barnes passando a agir como o franco-atirador do Comando, protegendo o grupo à medida que exploravam as bases destruídas.[1]

Eisenhower Rogers The Avengers

Capitão América com o general Eisenhower

Com o seguimento da guerra, que se movia a seu favor, Rogers se encontrou com o general Dwight D. Eisenhower para discutir todos os planos de batalhas, antes de também ser brevemente filmado rindo com Barnes.[2] Todas as intervenções de Rogers durante a guerra enfureciam Johann Schmidt, que via seus esquemas sendo constantemente atrasados pelos atos do Capitão América e de Comando Selvagem, que permaneciam ao seu lado ao longo do conflito contínuo contra a HIDRA.

Arquivo:CapDestroyingTank.jpg

Enquanto o Capitão América e seu Comando Selvagem continuavam acumulando vitórias, a Reserva Científica Estratégica também conseguiu assegurar triunfos sobre a HIDRA, permitindo que os Aliados lentamente ganhassem vantagem sobre Adolf Hitler no decorrer da guerra. Com o seguimento de suas missões, a liderança de Rogers continuava crescendo, permitindo que ele fosse além de sua persona como herói de propaganda e se tornasse um verdadeiro líder da batalha aliada contra os nazistas e a HIDRA.[1]

Captura de Arnim Zola

Bucky - Cap

Rogers e Barnes se preparam para a missão

"Só temos uma janela de dez segundos. Se errarmos, viramos insetos no para-brisa."
"Andem logo, insetos!"
―Capitão América e Dum Dum Dugan[fonte]

Em uma missão específica contra a HIDRA, depois de receber algumas informações sobre a localização de Arnim Zola, um dos principais cientistas da HIDRA, Rogers e seu Comando Selvagem traçaram um plano para capturá-lo, tirando do Caveira Vermelha um de seus aliados fundamentais. Enquanto esperavam o trem em que Zola estava, Rogers e Bucky Barnes relembraram a vez em que os dois foram a Coney Island e Rogers vomitou em uma volta na montanha-russa, com Barnes comparando isso à nova missão.

Arquivo:Howling Commandos Hijack the EB912.jpg

Quando o trem foi avistado, Dum Dum Dugan e Jacques Dernier ajudaram Rogers, Barnes e Gabe Jones a prender sua tirolesa nas montanhas enquanto conduziam um ataque furtivo e se preparavam para embargar no trem blindado de Zola. Rogers avisou que eles tinham uma janela de dez segundos para entrar no trem e James Montgomery Falsworth desejou sorte a todos. A missão prosseguiu quando Rogers e Barnes entraram no trem.

Arquivo:CapBarnes-TrainRaid.jpg

Enquanto Jones ficou em cima do trem, Rogers e Barnes entraram e atravessaram silenciosamente os vagões em busca de Zola. Rogers abriu caminho, com ambos carregando suas armas prontas para o uso. No entanto, quando Rogers passou para o vagão seguinte, as portas se fecharam repentinamente entre eles em uma rápida emboscada, na qual Rogers se viu diante de um soldado da HIDRA armado com um rifle de assalto.

Arquivo:CapShootingHYDRASoldiers.png

Com Barnes também sob ataque de diversos soldados bem armados da HIDRA que o haviam cercado, Rogers soube que não tinha muito tempo para ajudá-lo. Após atirar no soldado da HIDRA, Rogers atravessou o vagão em um sistema de roldanas antes de derrubar o soldado. Rogers então usou o poderoso rifle de assalto para destruir a porta antes de dar a Barnes outra arma, que ele usou para matar o último soldado da HIDRA que tentava atacá-lo.

Arquivo:CapBarnes-TrainRaid-PostClash.jpg

Enquanto tomavam fôlego, Barnes insistiu que dava conta dos soldados, lembrando Rogers da conversa deles sobre um imbecil em Nova York. Entretanto, antes que a dupla pudesse relaxar, o outro soldado retornou e disparou neles com seu rifle de assalto e, apesar de tentar usar o escudo do Capitão América para se defender, Barnes foi atingido por outro disparo e arremessado do trem antes que Rogers derrubasse o soldado.

Byebucky2

Rogers vê Barnes aparentemente perecer

Apesar de todos os seus esforços para salvar seu amigo, que estava pendurado na lateral do trem, Rogers assistiu horrorizado quando Barnes caiu no desfiladeiro para sua suposta morte, devastado por não ter sido capaz de salvar seu amigo de infância. Por sorte, Zola ainda foi capturado por Gabe Jones e entregue às forças aliadas para ser interrogado por Chester Phillips. A missão teve um resultado satisfatório, uma vez que Zola forneceu aos Aliados as informações necessárias para derrotar a HIDRA.[1]

Luto por Bucky Barnes

Arquivo:SRogers-DrinkingWithPeggy.jpg
"Não foi culpa sua."
"Leu o relatório?"
"Sim."
"Então sabe que não é verdade."
Peggy Carter e Steve Rogers[fonte]

Após a perda de Bucky Barnes, Rogers voltou a Londres, que tinha sido bombardeada durante a Blitz, e bebeu sozinho no Whip & Fiddle para lamentar a morte de seu grande amigo, até descobrir que, devido ao Soro do Supersoldado, não conseguia ficar bêbado. Ele foi acompanhado por Peggy Carter, que tentou lhe assegurar que a morte inesperada de Barnes não tinha sido sua culpa.

Steve-Rogers-Mourns-Bucky-Barnes-WWII

Rogers jura derrotar o Caveira Vermelha

Embora Rogers insistisse que a morte de Barnes durante a Captura de Arnin Zola foi culpa dele, Carter disse que Barnes sabia que sua missão de pôr fim à Segunda Guerra Mundial era algo pelo qual valia a pena morrer. Rogers então disse que não pararia até que tivessem enfim derrotado a HIDRA, além de prometer pessoalmente capturar ou matar o Caveira Vermelha para vingar o sacrifício de Barnes, ao que Carter o lembrou de que não estaria sozinho.

Arquivo:Captain Rogers.JPG

Após o interrogatório de Arnim Zola, foi descoberto que a HIDRA estava planejando um ataque aos Estados Unidos. Rogers participou de uma reunião com o coronel Chester Phillips e soube dos planos do Caveira Vermelha com a tecnologia do Tesseract enquanto discutiam seu plano para pôr fim à HIDRA e ao próprio Caveira Vermelha. Buscando vingar Barnes, Rogers, junto de Howard Stark e do restante do Comando Selvagem, elaborou um plano no qual Rogers entrava na base sozinho em sua motocicleta melhorada e o exército o seguia depois que ele rompesse suas defesas.[1]

Ataque à Sede da HIDRA

Arquivo:CapMotorcycleChase-CATFA.jpg
"Então, o que devemos fazer? Não podemos simplesmente aparecer na porta da frente."
"Por que não? É exatamente o que vamos fazer."
Jim Morita e Capitão América[fonte]

Com pouco tempo restante, a Reserva Científica Estratégica colocou o plano de Rogers em ação quando ele dirigiu à Sede da HIDRA sozinho em sua moto, que havia sido atualizada com armas extras para essa missão por Howard Stark. Enquanto Rogers acelerava em direção à base, vários soldados da HIDRA em motocicletas foram atrás dele com a intenção de matá-lo.

Arquivo:CapShield6.png

No entanto, Rogers usou as atualizações de Stark para sua vantagem, disparando um arame através das árvores que derrubou vários soldados da HIDRA de suas motocicletas antes de ativar um lança-chamas, que destruiu várias outras motos e lhe deu vantagem. Com apenas dois soldados restantes, Rogers encostou ao lado deles e simplesmente puxou o pino de suas granadas, fazendo as duas motos serem destruídas em uma explosão.

Arquivo:CapRidingIntoHYDRABattle.jpg

Ao se aproximar da base, Rogers colocou seu escudo na frente da moto enquanto se esquivava dos ataques de um Mini Tanque da HIDRA que estava em frente à base, servindo como a linha final de defesa da HIDRA para impedir Rogers de entrar. Depois de explodir o tanque com um míssil, Rogers dirigiu até a frente e saltou para dentro, evitando os disparos dos soldados que estavam tentando destrui-lo antes de ativar a autodestruição de sua própria moto.

Steve-HYDRA

Rogers é cercado pelos soldados da HIDRA

Vendo-se cercado, Rogers saltou da motocicleta e permitiu que ela colidisse com o muro da instalação, provocando uma imensa explosão que deixou um grande buraco na parede. Usando seu escudo como arma principal e defesa, o Capitão América derrotou com êxito vários soldados dentro da área externa da base, usando sua incrível força para lançar os homens através do campo de batalha e jogando seu escudo contra eles. Rogers continuou enfrentando todos os soldados, mas acabou sendo parado quando chegaram com os Lança-Chamas da HIDRA, prendendo-o em uma caixa de fogo enquanto diversos outros chegavam com armas apontadas diretamente para Rogers, dando fim ao conflito.[1]

Capturado pelo Caveira Vermelha

Arquivo:Cap-and-Red-Skull-Movie.jpg
"Ele deu tudo a você. Então, o que o tornou tão especial?"
"Nada. Sou só um cara do Brooklyn. Posso fazer isso o dia todo."
"Ah, claro que pode. Claro que pode."
Caveira Vermelha e Capitão América[fonte]

Tendo sido desarmado durante o conflito, Rogers foi capturado e levado aos aposentos de Johann Schmidt. Schmidt observou que Rogers tinha sido incrivelmente arrogante ao atacar a Sede da HIDRA sem quaisquer reforços antes de questionar se Abraham Erskine tinha lhe dito que não havia limites para suas habilidades sobre-humanas.

Arquivo:Cap faces Schmidt.JPG

Rogers mencionou que Erskine tinha dito que Schmidt era insano, ao que Schmidt arrogantemente alegou que Erskine apenas ressentia sua genialidade e tentou negar o que acreditava ser dele por direito. Quando percebeu que Rogers tinha recebido esse poder de boa vontade, Schmidt perguntou por que Erskine o escolheu para o Projeto Renascimento. Rogers respondeu que não tinha nada de especial e que era apenas um rapaz do Brooklyn.

Cap 22

Rogers é interrogado pelo Caveira Vermelha

Isso enfureceu Schmidt, que esmurrou Rogers e o derrubou no chão até se acalmar novamente. Rogers disse a Schmidt que não desistiria, o que fez Schmidt tentar atirar em sua cabeça. No entanto, antes que ele pudesse disparar, o Comando Selvagem invadiu a sala, sabendo a localização dos aposentos de Schmidt graças às informações cedidas por Arnim Zola, e conseguiram atravessar a janela, começar o ataque e resgatar Rogers.

Arquivo:CapCorridorFight-CATFA.jpg

Enquanto o Comando Selvagem disparava contra os soldados da HIDRA e libertava Rogers, Johann Schmidt começou a fugir do caos. Recusando-se a permitir que Schmidt escapasse, Rogers começou a persegui-lo, com James Montgomery Falsworth devolvendo seu escudo para ajudá-lo na batalha. Quando enfim alcançou Schmidt, o Capitão América jogou seu escudo nele, mas ele ficou preso em uma porta e Schmidt continuou correndo para chegar à liberdade. Enquanto Rogers tentava recuperar o escudo, um soldado da HIDRA armado com um par de lança-chamas tentou matá-lo, forçando Rogers a se esconder atrás de uma esquina para se proteger.

Arquivo:CapToPeggy-YoureLate.jpg

Depois que Rogers foi forçado a se esconder das chamas, Peggy Carter correu para trás do soldado e atirou nas suas costas, fazendo o lança-chamas implodir e matá-lo. Rogers foi até Carter e lembrou-a do que disse depois da Libertação dos Prisioneiros de Guerra Aliados, notando que ela estava atrasada. Carter, porém, lembrou Rogers de focar-se em capturar Schmidt, fazendo Rogers recuperar seu escudo e continuar a perseguição.

Cap swings

Rogers atravessa a batalha em andamento

Rogers conseguiu avistar Schmidt assim que ele embarcou em seu bombardeiro conhecido como Valquíria, acompanhado de muitos soldados, e preparou-se para decolar. Enquanto uma enorme batalha irrompia entre os soldados da HIDRA e da Reserva Científica Estratégica, Rogers correu pelo confronto para chegar à Valquíria, saltando sobre os soldados e evitando os tiros enquanto corria o mais rápido que podia para alcançar o avião de Schmidt.

Peggy Cap kiss

Rogers e Peggy Carter se beijam

No entanto, Schmidt começou a acelerar o avião pela pista e Rogers não conseguiu chegar até ele. Mas logo que Schmidt começou a se afastar, Rogers foi cumprimentado por Chester Phillips e Carter, que tinham acabado de chegar no Cupê de Johann Schmidt e ofereceram a Rogers uma carona para chegar a Schmidt. Rogers entrou e eles aceleraram atrás do avião, com Phillips também usando a impulsão do carro para deixá-los perto da asa da aeronave. Pouco antes de pular a bordo do avião, Rogers e Carter deram seu primeiro e último beijo, enquanto Phillips brincou que não beijaria Rogers como ela.

Arquivo:CapSneakingOntoPlane.jpg

Quando se aproximaram do avião, Rogers se preparou para pular a bordo, com pouco tempo de sobra à medida que chegavam ao fim da pista. Assim que o avião decolou, Rogers saltou e agarrou-se na roda, enquanto Carter e Phillips conseguiram frear a tempo e assistiram da Sede da HIDRA conforme Rogers voava para longe. Depois que entrou a bordo, Rogers imediatamente começou a procurar pelo Caveira Vermelha para que enfim pudesse acabar com seus planos de dominação mundial.[1]

Batalha na Valquíria

Captain-america-the-first-avenger-hi-res-02

Capitão América consegue entrar na Valquíria

"Você poderia ter o poder dos deuses! Mas usa uma bandeira no peito e acha que luta uma batalha entre nações! Eu vi o futuro, capitão! Não há bandeiras!"
"Não é o meu futuro!"
Caveira Vermelha e Capitão América[fonte]

Enquanto estava na Valquíria, Rogers descobriu toda a extensão do plano do Caveira Vermelha, percebendo que as bombas a bordo do avião eram aeronaves nucleares autopilotadas que seriam detonadas sobre cidades populosas dos Estados Unidos, matando milhões. Rogers ficou sem ser visto por alguns minutos e depois começou a atacar os soldados da HIDRA que estavam se preparando para embarcar nas aeronaves. Rogers impediu os soldados da HIDRA de alcançarem os jatos ao enfrentá-los, usando uma faca para esfaquear um nas costas antes de derrubar outro do avião com seu jato, fazendo-o cair para a morte e derrubar a bomba no oceano.

Arquivo:Cap-MidAirHYDRAFight.jpg

Por fim, um dos soldados entrou em um Parasita da HIDRA e Rogers tentou impedi-lo de partir usando seu próprio escudo para atacá-lo na cabine de pilotagem. Infelizmente, ele foi lançado com Rogers e outro agente da HIDRA no topo. Quando o piloto tentou desesperadamente derrubar Rogers da aeronave ao girá-la descontroladamente no ar, o outro soldado acabou caindo na turbina e sendo estraçalhado enquanto Rogers permaneceu a bordo.

Steve-Rogers-Flies-Bomb

Rogers pilota o avião-bomba da HIDRA

Rogers puxou o botão de ejeção e expulsou o piloto do Parasita, assumindo o controle da aeronave. Rogers tentou voar de volta para a Valquíria, mas o Caveira Vermelha começou a tentar atirar em Rogers para derrubá-lo usando as armas principais do avião. Rogers evitou esses ataques e voltou de volta para a nave, aterrissando forçadamente antes de recuperar eu escudo e ir em busca do Caveira Vermelha para finalmente acabar com seu conflito.

Steve-Rogers-Red-Skull-First-Avenger

Rogers é quase emboscado por Schmidt

Rogers então percorreu o avião até chegar ao cockpit, que ele encontrou aparentemente vazio. No entanto, Rogers percebeu à tempo que Johann Schmidt havia se esgueirado atrás dele e disparado seu Rifle de Assalto da HIDRA, que Rogers foi capaz de bloquear com seu escudo. Com uma das janelas agora quebrada, o Caveira Vermelha observou como Rogers claramente não desistia, ao que Rogers admitiu ser verdade antes de avançar para a luta.

Arquivo:Cap-vs-RedSkull-PlaneFight.jpg

Rogers conseguiu desarmar Schmidt e a dupla começou a lutar furiosamente um contra o outro. Enquanto Schmidt conseguiu pegar brevemente o escudo do Capitão América e atacá-lo com ele, Rogers respondeu jogando Schmidt nos controles do avião, fazendo a nave entrar em queda livre. Eles tiveram uma breve luta em pleno ar até Schmidt conseguir chutar Rogers para longe e rastejar para os controles, colocando o avião de volta a um percurso de voo normal.

Arquivo:CapHidingFromRedSkull.jpg

Depois que o avião se nivelou, Rogers caiu em uma plataforma mais alta, enquanto Schmidt sacou sua Pistola da HIDRA e tentou atirar em Rogers. Enquanto Rogers evitava os disparos, Schmidt afirmou que Rogers estava usando mal o poder dos deuses e jurou que o futuro não teria bandeiras. Recusando-se a aceitar isso, Rogers jogou seu escudo em Schmidt, derrubando-o na unidade de contenção que era usada para aproveitar o poder do Tesseract.

Arquivo:CapWitnessesRedSkullDeath.jpg

Horrorizado por seu prêmio final ter sido danificado, Schmidt pegou o Tesseract, que tinha sido desconectado da unidade de contenção com o impacto. Rogers então observou um portal espacial se abrir, transportando o Caveira Vermelha pelos Nove Reinos enquanto ele rugia em horror e desaparecia rumo a um local desconhecido, aparentemente morrendo. Rogers então observou o Tesseract derreter um buraco no avião e finalmente desaparecer no oceano.[1]

Caindo no gelo

Cap Valkyrie

Rogers assume o controle da Valquíria

"Agora estou no meio do nada. Se eu esperar mais, muita gente vai morrer. Peggy… é a minha escolha. Peggy…"
"Estou aqui."
"Vou precisar adiar aquela dança."
―Steve Rogers e Peggy Carter[fonte]

Depois de testemunhar a aparente morte do Caveira Vermelha, Rogers começou a pilotar a Valquíria e tentou desesperadamente levá-la para longe dos Estados Unidos. No entanto, ele logo percebeu que o avião estava indo muito rápido e que os controles de pouso tinham sido danificados. Sem nenhum meio claro de pousar o avião em segurança, Rogers usou o intercomunicador da nave para a Sede da HIDRA, que estava sob o controle da Reserva Científica Estratégica após sua vitória. Quando Jim Morita respondeu, Peggy Carter interveio para conversar com Rogers.

Arquivo:Cap-FinalMoments-CATFA.jpg

Ele disse que o avião estava a caminho de Nova York e que estava rápido demais para que ele pensasse em um plano para pará-lo. Rogers então disse que o único jeito de salvar Nova York era derrubar a nave no Ártico, sacrificando sua própria vida. Enquanto Rogers direcionava o avião para baixo, ele e Carter conversaram entre si como se Rogers não fosse cair, marcando um encontro para finalmente irem dançar. Quando a nave finalmente caiu, Rogers acabou preso e preservado no gelo.[1]

Desaparecimento

Lembrado na história

Rogers Disappears

Um jornal sobre a desaparição de Rogers.

"Um símbolo para a nação. Um herói para o mundo. O Capitão América tem uma história de honra, bravura e sacrifício. Impedido de se alistar devido à saúde frágil, Steven Rogers foi escolhido para um programa único nos anais das guerras americanas."
Narrador do Instituto Smithsonian[fonte]

Steve Rogers foi lamentado por uma nação que admirava sua ascensão heroica, saindo dos palcos da USO para os noticiários, e que agora acreditava que ele estava morto após cair no gelo. Ele deixou um impacto cultural e político no mundo, modificando-o para melhor ou pior. Em sua tentativa de recuperar o corpo de Rogers, Howard Stark encontrou o Tesseract, que foi estudado pela Reserva Científica Estratégica.[1]

Arquivo:The Captain America Adventure Program.png

O Capitão América ainda era uma figura bastante famosa e um programa de rádio chamado O Programa de Aventuras do Capitão América foi desenvolvido, apresentando aventuras fictícias durante a guerra durante as quais ele enfrentava Adolf Hitler com a ajuda de Betty Carver. Apesar de sua crescente popularidade, o programa era historicamente impreciso, e Peggy Carter, tendo participado da maioria das missões do Capitão América durante a guerra, odiava o programa, sobretudo porque seu próprio papel tinha sido reduzido à típica "donzela em perigo" que era salva pelo Capitão América.[9]

Arquivo:Peggybridge.jpg

Uma das amostras de sangue que foram tiradas do Capitão América depois do assassinato de Abraham Erskine foi mantida por Stark, que queria usá-la para desenvolver uma panaceia a partir do Soro do Supersoldado infundido no sangue. Carter confiscou a amostra que era mantida no Botão Blitzkrieg[7] e, por fim, livrou-se dela, despejando-a da Ponte do Brooklyn. Stark sentia muita saudade de seu amigo e via o Capitão América como sua maior realização, o que Johann Fennhoff foi capaz de usar para manipulá-lo. No entanto, Carter convenceu ele e ela mesma a finalmente superá-lo.[10]

Arquivo:Howling Commandos CATWS.png

Ao longo das décadas após seu sumiço, o Capitão América passou para a memória como o primeiro super-herói do mundo, o que tornou suas façanhas na Segunda Guerra Mundial enfrentando a HIDRA e o Caveira Vermelha bem conhecidas, sobretudo para o povo dos Estados Unidos. Em homenagem ao legado heroico de Rogers, a agente Carter ajudou Stark a fundar a S.H.I.E.L.D. e se casou com um homem que o Capitão América salvou no decorrer da guerra.[2]

Busca da S.H.I.E.L.D.

Arquivo:Frozen Captain America.png
"Meu Deus. Base, me ligue para o coronel."
"São 3h da manhã, senhor."
"Não quero saber a hora. Esse aqui já esperou tempo demais."
Tenente da S.H.I.E.L.D. e Técnico da S.H.I.E.L.D.[fonte]

Após permanecer preso dentro do gelo por quase sete décadas depois de sua colisão após a batalha com o Caveira Vermelha a bordo da Valquíria, o corpo do Capitão América foi procurado novamente por uma equipe da S.H.I.E.L.D. liderada pelo diretor Nick Fury. Um grande fã do Capitão América, o agente Phil Coulson fazia parte dessa pequena equipe. Eles passaram um ano procurando até achar o corpo de Rogers e, quando finalmente o encontraram, foi descoberto que Rogers ainda estava milagrosamente vivo enquanto congelado.[11]

Despertando

Arquivo:Steve awakes.jpg
"Achamos melhor ir contando aos poucos."
"Contar o quê?"
"Você andou dormindo, capitão. Por quase setenta anos."
Nick Fury e Steve Rogers[fonte]

Ao chegar em Nova York, Rogers foi descongelado e mantido em um ambiente que simulava 1941 para tentar lhe amenizar o que estava acontecendo. Depois que acordou, Rogers logo ficou desconfiado; o jogo de beisebol transmitido pelo rádio na sala era um dos jogos em casa dos Brooklyn Dodgers, que ele tinha assistido pessoalmente em Ebbets Field.

Times Square

Rogers percebe que o mundo inteiro mudou

Enquanto percebia que estava sendo enganado, Rogers foi cumprimentado por uma agente que o desejou uma boa tarde. Rogers quis saber onde estava antes de constatar que o jogo era do ano errado e exigiu a verdade. Assustada, a agente pediu reforços à medida que Rogers rapidamente escapava em direção às ruas de Nova York. Na Times Square, Rogers descobriu, para seu horror, que tudo ao seu redor havia mudado consideravelmente.

Cap Fury

Rogers descobre a verdade por Nick Fury

Enquanto Rogers parou perplexo, agentes da S.H.I.E.L.D. o cercaram antes de ele ser saudado por Nick Fury, que o informou que ele tinha dormido por quase setenta anos. Rogers percebeu que a maioria dos seus amigos do Comando Selvagem provavelmente estava morta e que estava perdido dentro de um novo mundo sobre o qual não sabia nada. Pensando com tristeza em Peggy Carter, Rogers informou a Fury que tinha perdido um encontro.[1]

Reajustando-se à vida

CapNFiles

Rogers lê sobre seus aliados da guerra

"As coisas até que não são tão ruins. A comida é muito melhor, costumávamos ferver tudo. A poliomelite acabou. A internet é muito útil. Tenho lido bastante para me atualizar."
―Steve Rogers e Sam Wilson[fonte]

Rogers encontrou-se perdido em um mundo que tinha seguido em frente sem ele e achou difícil se adaptar ao novo ambiente, considerando que havia deixado sua vida durante a Segunda Guerra Mundial. Ele passou algumas semanas em reclusão em uma cabana que servia como um dos muitos abrigos secretos da S.H.I.E.L.D.[12] Depois disso, ele mudou-se para Nova York. Lá, Rogers analisou alguns arquivos de seus amigos da década de 1940. Ele finalmente encontrou o arquivo de Peggy Carter, que afirmava que ela ainda estava viva.

Arquivo:Cap av street.jpg

O arquivo também tinha seu número de telefone atual, mas ele hesitou em ligar para ela com medo de como Carter reagiria ao vê-lo após tantas décadas pensando que ele estava morto. Mais tarde, ele foi a uma lanchonete próxima e conheceu Beth, uma garçonete que perguntou se ele tinha sentado perto da Torre Stark na esperança de ver Tony Stark voar como Homem de Ferro. Quando Beth disse que eles tinham Wi-Fi, Rogers entendeu que ela quis dizer rádio. Um homem o encorajou a pedir o número dela, mas Rogers não o fez. Ele então foi para uma academia de boxe.[13]

Invasão Chitauri

Iniciação aos Vingadores

Arquivo:SRogersBreaksPunchingBag.jpg
"Dormi por setenta anos, senhor. Acho que preenchi minha cota."
"Então devia estar lá fora, celebrando, vendo o mundo."
"Quando congelei, o mundo estava em guerra. Acordei e me disseram que ganhamos. Não me disseram o que perdemos."
"Cometemos alguns erros no caminho. Alguns, bem recentes."
―Steve Rogers e Nick Fury[fonte]

Enquanto treinava em uma academia de boxe, Rogers lembrou de vários eventos que ocorreram durante sua época na Segunda Guerra Mundial, incluindo suas lutas vitoriosas contra a HIDRA ao lado do Comando Selvagem. Contudo, Rogers recordou da morte de Bucky Barnes, sua luta com o Caveira Vermelha, seu sacrifício, sua última conversa com Peggy Carter e sua descoberta e descongelamento. Essas memórias de sua vida antes de acordar em 2011 enfureceram Rogers, até que ele estourou o saco de pancadas.

The-avengers-walt02

Rogers recebe uma missão de Nick Fury

Assim que Rogers começou a colocar um segundo saco de pancadas, o diretor Nick Fury se aproximou e perguntou se ele estava tendo problemas para dormir, ao que Rogers respondeu que dormiu por quase setenta anos e, portanto, já havia preenchido sua cota. Enquanto tirava as luvas, Rogers mencionou que, quando acordou, lhe disseram que a guerra contra Adolf Hitler e os nazistas tinha sido vencida, mas não sabia do que tinha sido perdido nesse meio tempo. Fury então explicou que tinha vindo a Rogers com uma nova missão, que não era apenas para tentar levá-lo de volta para o mundo, mas sim para salvar o planeta de uma destruição completa.

Arquivo:SRogers-AvengersMissionBriefing.jpg

O diretor Fury então informou a Rogers que um poderoso e perigoso ser conhecido como Loki havia roubado o Tesseract e pretendia usá-lo para conquistar e governar a Terra. Rogers não ficou muito feliz em saber que a arma secreta e fonte de energia da HIDRA chegado até este século, tendo a visto pela última vez caindo no mar após a derrota de Johann Schmidt durante a Batalha na Valquíria. Fury explicou que Howard Stark tinha descoberto o Tesseract enquanto procurava por Rogers, acreditando que ele poderia ser a chave para energia sustentável e ilimitada em todo o mundo.

Arquivo:SRogers-CarryingPunchingBag.jpg

Rogers aceitou a tarefa de rastrear o Tesseract e Loki, com Fury dizendo que a S.H.I.E.L.D. o informaria tudo antes da missão prosseguir. Quando Fury disse que, desde que ele dormiu, o mundo tinha ficado ainda mais estranho do que antes, Rogers e Fury apostaram dez dólares que nada mais o surpreenderia. Quando Fury perguntou se havia alguma informação mais útil sobre o Tesseract que a S.H.I.E.L.D. não sabia, Rogers afirmou que eles deviam tê-lo deixado no oceano antes de ir embora.[14]

Conhecendo os Vingadores

Arquivo:SRogers-QuinjetRide-TheAvengers.jpg
"Espero ser o homem certo para o serviço."
"Ah, você é. Com certeza. Fizemos algumas modificações no uniforme. Eu dei algumas ideias para o visual."
"O uniforme? Estrelas e listras não são um pouco… antiquadas?"
"Com tudo que está acontecendo, as coisas que vão ser reveladas, as pessoas podem precisar de algo meio antiquado."
―Steve Rogers e Phil Coulson[fonte]

Em seu caminho até a S.H.I.E.L.D. a bordo do Quinjet, Rogers foi informado por Phil Coulson sobre as pessoas selecionadas que faziam parte da Iniciativa Vingadores. Um membro em particular que intrigou Rogers foi Bruce Banner. Coulson revelou que Banner tentou recriar o Soro do Supersoldado de Abraham Erskine, resultando nele sendo exposto a altos níveis de radiação gama e se transformando no Hulk, embora Coulson tivesse insistido que Banner ainda era um gênio.

CoulsonCapQuinjet-Avengers

Rogers conversando com Phil Coulson

Coulson e Rogers tiveram um momento constrangedor quando o primeiro revelou que havia observado Rogers sendo descongelado após sua descoberta no Ártico e depois expressou com grande entusiasmo o quanto estava honrado em ter Rogers a bordo para liderar sua equipe. Rogers ficou um pouco cético em relação a ser o candidato certo para liderar essa nova equipe contra Loki, mas Coulson garantiu que era antes de explicar que tinha supervisionado pessoalmente o desenvolvimento do uniforme recém-construído que Rogers usaria, cujo design incluía algumas ideias dele.

Arquivo:SRogersMeetsNRomanoff.jpg

Rogers ficou surpreso em saber que vestiria suas estrelas e listras padrões, já que, em 2012, pareceria algo ultrapassado e antiquado. No entanto, Coulson tranquilizou-o que, com a grande ameaça que estavam prestes a enfrentar, as pessoas precisariam de um símbolo antiquado para inspirá-las com esperança. Ao chegar no aeroporta-aviões, Rogers foi apresentado a Natasha Romanoff e a Banner, que estava andando desajeitadamente pelo veículo antes de apertar a mão de Rogers e expressar sua surpresa ao vê-lo vivo.

Arquivo:SRogersExploresTheHelicarrier.jpg

Enquanto Rogers e Banner conversavam sobre encontrar o Tesseract, Romanoff os aconselhou a se afastar um pouco para dentro, momentos antes do aeroporta-aviões inteiro levantar voo, para a surpresa de Rogers, enquanto Banner brincou que era uma ideia ruim devido ao risco de ele se transformar no Hulk e iniciar um tumulto no quartel voador. Rogers, Banner e Romanoff entraram na sala de controle principal, onde Nick Fury ordenou que sua segunda em comando, Maria Hill, ativasse o disfarce da nave, permitindo que eles não apenas voassem, como também se tornassem invisíveis.

Arquivo:SRogersPayingNFury.jpg

Rogers observou toda essa tecnologia inovadora com espanto antes de se aproximar de Fury e pagar os dez dólares da aposta que tinham feito, uma vez que estava impressionado pelo que tinha visto. Enquanto Rogers continuava explorando a nave, Banner falou com Fury sobre a busca pelo Tesseract, enquanto Romanoff contou seu medo de não encontrarem à tempo Loki e seus reféns controlados mentalmente, que incluíam Clint Barton e Erik Selvig. Banner sugeriu que eles rastreassem o Tesseract usando radiação gama, com Fury concordando em usar os contatos da S.H.I.E.L.D. para fazer isso.

Arquivo:Steve Coulson.png

Enquanto esperavam pelos resultados da busca de Banner pelo Tesseract para que pudessem capturar Loki e dar um fim ao conflito, Rogers ficou ao lado do agente Coulson, que, como Romanoff tinha lhe advertido antes, perguntou timidamente se Rogers autografaria sua rara Coleção de Cartas do Capitão América. Depois que Rogers concordou em autografá-las, Coulson continuou explicando que era um conjunto antigo e que ele tinha demorado muitos anos para juntar todas as cartas, enquanto comentava com orgulho sobre como estavam em excelentes condições.[14]

Capturando Loki

62069188058025a0ce84o

Rogers se prepara para vestir o novo uniforme

"Sabe, da última vez que estive na Alemanha e vi um homem querendo se colocar acima dos demais, nós acabamos discordando."
"O soldado. O homem de outro tempo."
"Não é o meu tempo que está acabando."
―Capitão América e Loki[fonte]

Sua caçada enfim teve resultados e Jasper Sitwell informou seus superiores que Loki tinha sido localizado em Stuttgart, Alemanha, também comentando estar surpreso por Loki não parecer tentar esconder sua identidade. Depois que confirmaram a localização de Loki, o diretor Nick Fury informou Rogers que ele ficaria responsável por capturar Loki antes dele imediatamente vestir seu novo uniforme e partir para a Alemanha, com Natasha Romanoff atuando como seu reforço.

Arquivo:154545387l.jpg

Ao chegar na festa na Alemanha, Rogers testemunhou Loki forçar uma multidão inteira a se ajoelhar diante dele, após o assassinato de Heinrich Schäfer. Vendo que Loki estava prestes a executar algumas pessoas, o Capitão América usou seu escudo para desviar uma rajada do Cetro de Loki, protegendo um idoso que se recusou a se ajoelhar diante de Loki. Rogers comentou que, da última vez que ele esteve na Alemanha, durante a Segunda Guerra Mundial, entrou em conflito com a HIDRA e o Caveira Vermelha, os quais ele derrotou. Voltando a ficar de pé, Loki observou que Rogers era o soldado do qual ouvira falar, chamando-o de homem de outro tempo.

Arquivo:LokivsCap-KickToTheFace.jpg

Rogers, no entanto, disse que não era ele quem estava sem tempo, pouco antes da Viúva Negra aparecer atrás no Quinjet e ordenar que Loki se rendesse. Depois que Loki disparou uma rajada de seu Cetro que errou o Quinjet por pouco, Rogers começou uma feroz batalha contra Loki, que frequentemente ganhava vantagem devido à sua força asgardiana superior, bloqueando outro arremesso do escudo. De pé sobre ele, Loki tentou forçar Rogers a se ajoelhar em rendição, mas Rogers jurou que não o faria. A luta deles continuou, embora Rogers estivesse em desvantagem contra o Deus da Trapaça.

IronManCapGermany-Avengers

Capitão América ao lado do Homem de Ferro

O Capitão América conseguiu aguentar a luta contra Loki, embora claramente não fosse páreo para a força do asgardiano, apenas o suficiente até o Homem de Ferro chegar na cena. Enquanto voava para baixo, ele disparou uma poderosa rajada que derrubou Loki antes de apontar todas as armas de sua armadura Mark VI para o Deus da Trapaça. Enquanto Rogers retomava seu escudo e ficava ao lado do Homem de Ferro, Loki aparentemente se rendeu, derrubando seu Cetro e concordando ser seu prisioneiro, deixando Rogers desconfiado que tivesse sido fácil demais derrotá-lo.[14]

Conflito na Alemanha

Arquivo:RogersStark-TalkingToCapturedLoki.jpg
"Não sei o que planeja fazer aqui."
"Vim para acabar com os planos de Loki."
"Então prove. Largue o martelo."
―Capitão América e Thor[fonte]

No caminho de volta ao aeroporta-aviões, Rogers comentou com Tony Stark que estava preocupado com a rendição de Loki, que tinha parecido simples demais considerando a luta anterior. Enquanto conversavam, Stark zombou de Rogers antes de falar como o diretor Nick Fury guardava segredos dos dois. No entanto, eles foram interrompidos por uma misteriosa tempestade e Rogers viu Loki se amedrontar, perguntando sarcasticamente se ele estava com medo de um raio.

Captain-america-chris-evans-in-the-avengers

Capitão América salta atrás de Thor e Loki

Loki, porém, explicou que estava nervoso porque não gostava muito do que acompanhava o raio, deixando Rogers um pouco inquieto. Sem aviso, Thor apareceu sobre o teto do Quinjet e prontamente o invadiu. Enquanto Stark ajustava sua armadura, Thor o derrubou em Rogers antes de arrancar Loki de seu assento e voar com ele. Stark imediatamente os perseguiu e, apesar da Viúva Negra aconselhá-lo a ficar de fora por ser algo muito perigoso para ele, Rogers saltou de paraquedas atrás dos dois, insistindo que só havia um deus e Ele não se vestia como Thor ou Loki.

Arquivo:CapStopsThorIronManFighting.jpg

Tendo saltado de paraquedas para Stuttgart, Rogers acabou chegando a uma área florestal e presenciou Thor e o Homem de Ferro travando uma batalha brutal pela captura de Loki, com Thor pretendendo levar Loki de volta a Asgard para ser aprisionado por seus crimes. Usando seu escudo, o Capitão América interveio e tentou dialogar com Thor, perguntando o que ele estava fazendo lá. Rogers destacou que eles não deveriam estar lutando entre si, mas sim unindo forças contra os planos de Loki, e pediu que Thor largasse seu martelo como um sinal de paz entre eles.

Trailer20036layer42

Capitão América com Homem de Ferro e Thor

Em resposta, Thor se recusou furiosamente a abaixar o martelo e, em vez disso, bateu no Homem de Ferro antes de pular na direção do Capitão América, atingindo o Mjølnir em seu escudo. O escudo absorveu o impacto e criou uma enorme onda de choque em toda a floresta ao redor, arremessando Thor para trás. Depois, os três se levantaram e se entreolharam. Vendo a grande quantidade de danos causada por seu confronto, eles concordaram em parar de lutar e depois levar Loki para a prisão juntos, levando-o de volta ao aeroporta-aviões.[14]

Referências

Transparent AOU Logo
A Wiki Universo Cinematográfico Marvel possui uma coleção de imagens e mídias relacionadas a Capitão América.
Transparent AOU Logo
A Wiki Universo Cinematográfico Marvel possui uma coleção de citações relacionadas a Capitão América.

Links externos